Instituto Aurora lança panorama sobre a Educação em Direitos Humanos entre 2019 e 2020


A publicação, que está disponível para download, também compartilha perspectivas sobre o futuro da EDH no Brasil


Para trazer um olhar sobre como a institucionalização da Educação em Direitos Humanos (EDH) no Brasil foi afetada pelas decisões tomadas na primeira metade da atual gestão presidencial e pelos governos estaduais, o Instituto Aurora lançou o Panorama da Educação em Direitos Humanos no Brasil: o biênio 2019-2020 e perspectivas futuras, publicação que reúne reflexões em torno da aplicação da EDH e seus rumos, além de convidar quem lê a se perguntar sobre os caminhos futuros da área.


Com reflexões iniciais assinadas pelo Instituto de Desenvolvimento e Direitos Humanos e pelo Instituto Think Twice Brasil, o Panorama apresenta informações sobre a estrutura do órgão federal ao qual a pasta de EDH está vinculada, com demonstração de organograma, e também a visão governamental sobre a área, com entrevista cedida pela Coordenadora de EDH no Ministério da Família, Mulher e Direitos Humanos, Natamy Bonissoni.


Institucionalização da Educação em Direitos Humanos


A partir de uma pesquisa realizada pela equipe do Instituto Aurora, junto com um time de voluntárias, foi possível também consolidar informações que apresentam qual é o nível de institucionalização da EDH nos estados brasileiros, tendo como referência a existência ou não de políticas e órgãos estaduais para a manutenção da área.


Conversa com ativistas


O encerramento do material traz provocações para o futuro a partir da entrevista com ativistas que compartilham suas impressões e proposições, incluindo a pesquisadora e professora UFPE, Aida Monteiro, e o coordenador do Observatório de Educação em Direitos Humanos da Unesp, Clodoaldo Cardoso.



Para acessar o material na íntegra, acesse: bit.ly/panorama-edh

Posts Em Destaque
Posts Recentes