Bancos de imagens que valorizam a diversidade

August 7, 2020

Quem depende de banco de imagens sabe como é difícil achar fotos que valorizem a diversidade. Grande parte delas segue a estética socialmente construída como padrão: pessoas brancas, altas e magras. Quando usamos bancos de imagem gratuitos são ainda mais raras as fotos que representem diferentes estéticas e estilos de vida e, tão importante quanto, que não reforcem estereótipos. A questão tem ganhado mais força nos últimos anos e gerou uma onda de iniciativas criadas para acabar com o círculo negativo e valorizar a beleza da diversidade. Listamos quatro bancos de imagens que cumprem esse papel. 

 

Vale lembrar que um olhar atento para a diversidade não deve estar presente só em datas específicas (Dia da Visibilidade Trans ou da Consciência Negra, por exemplo), mas em todos os dias e todas ações, internas ou externas ;-)

 

Nappy

https://www.nappy.co
Gratuito

 

Idealizado pela agência SHADE, do Brooklyn (EUA), o site reúne fotos 100% gratuitas de pessoas negras. A motivação de criar o Nappy foi explicada pela SHADE:

 

“(...) se você digitar a palavra 'café' em Unsplash, raramente verá uma xícara de café sendo segurada por mãos pretas ou marrons. É o mesmo resultado se você digitar termos como 'computador' ou 'viagem'. Você pode encontrar uma imagem ou duas, mas elas são bem raras. Mas negros e pardos também bebem café, usamos computadores e certamente adoramos viajar. E foi por isso que lançamos o Nappy para fornecer fotos bonitas e de alta resolução de pessoas negras e pardas para startups, marcas, agências e todos os outros. O Nappy facilita para as empresas serem objetivas quanto à representação em seus designs, apresentações e anúncios”.

 

 

 

Tem Que Ter
http://www.temqueter.org/
Gratuito

 

Recém lançado pelo coletivo Viva Voz, o Tem Que Ter é o primeiro banco de imagens LGBTI+ do Brasil. Segundo as criadoras, as imagens que incluem gays, lésbicas, trans, travestis e outras identidades de gênero acabam reforçando estereótipos, o que reforça a necessidade de aprofundarmos a discussão sobre o papel de marcas, produtos e serviços na promoção da diversidade. O projeto Tem Que Ter busca levar esse questionamento ao mercado, mostrando, através de uma plataforma colaborativa, o acesso a imagens que representem e deem visibilidade à comunidade LGBTI+.

 

 

 

Mulheres Invisíveis
https://stock.adobe.com/br
Pago

 

O Mulheres Invisíveis é um olhar sobre a representatividade e a quebra de estereótipos na publicidade brasileira, com foco no protagonismo de mulheres que pouco aparecem na comunicação. É realizado pela Adobe Stock Premium e a 65|10, consultoria especializada em comunicação com mulheres. As imagens mais recentes do Mulheres Invisíveis são da fotógrafa baiana Helen Salomão, conhecida por seu trabalho sensível e natural.

 

 

Gender Spectrum Collection

https://genderphotos.vice.com/
Gratuito

 

Biblioteca de fotos com imagens de modelos trans e não binários que vão além dos clichês. Esta coleção tem como objetivo ajudar a mídia a representar melhor os membros dessas comunidades como pessoas não necessariamente definidas por suas identidades de gênero - pessoas com carreiras, relacionamentos, talentos, paixões e vida doméstica.

 

 

A DePropósito acredita que a pluralidade é fator essencial para a democracia. Para isso, é preciso que todos, todas e todes tenham visibilidade e participem das tomadas de decisão, seja nos setores público e privado, seja em iniciativas do terceiro setor ou negócios sociais. A comunicação é uma ferramenta poderosa para construir pontes e qualificar debates públicos necessários. Conheça mais sobre o nosso trabalho aqui

 

 

Please reload

Posts Em Destaque

Por meio de videochamadas, grupo de palhaçaria profissional amplia área de atuação e chega a hospital de Cascavel

September 16, 2020

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags