• DePropósito Comunicação

Paraná recebe 1ª edição do Conexão ISP - Fórum de Investimento Social Privado


As oportunidades e desafios do investimento social privado por meio das leis de incentivo e projetos de responsabilidade social corporativa são cercados de dúvidas e incertezas e permeados por mitos que afastam potenciais investidores. Como promover maior transparência e mais conhecimento a respeito dos formatos disponíveis no investimento social privado, melhorando a segurança das operações, permitindo um fluxo constante, saudável e democrático de recursos? Para desmistificar o assunto, no dia 31 de agosto, será realizado o 1º Conexão ISP - Fórum de Investimento Social Privado em Curitiba (PR), evento gratuito que visa criar um diálogo entre os atores envolvidos nesse processo: organizações da sociedade civil, órgãos responsáveis pela gestão do repasse dos recursos e pela prestação de contas e empresas do setor privado.


Norteado pelo tema Investimento Social Privado: Oportunidades e Desafios da Agenda Social, o evento, que será presencial com transmissão no youtube, é direcionado a líderes e equipes de responsabilidade social; ESG; investimento social privado; profissionais de captação de recursos; organizações da sociedade civil; fundações e institutos que utilizam recursos públicos; e profissionais do setor público.


A programação contém três painéis. O primeiro é Apoiando causas do município através do Fundo da Criança e Adolescente e Fundo do Idoso, com participação da Fundação de Ação Social de Curitiba (FAS); Zeni Shisuco Okayama, consultora em Responsabilidade Social do SESI Paraná; e Eduardo Vieira, analista de Responsabilidade Social Corporativa da Engie Brasil. Em seguida, Leandro Marins de Souza, fundador do escritório Marins de Souza Advogados (advocacia com propósito e de impacto) e da Concausa Negócios com Propósito falará no painel Filantropia Empreendedora e ESG - potencializando o investimento social privado.


O encerramento terá a presença de Guilherme Karam, gerente de Economia da Biodiversidade da Fundação Grupo Boticário; Daniela Costa Akiau, gestora de projetos da TRÊ investindo com causa; e Bryan Müller, fundador e diretor executivo da Olha o Peixe!. Os convidados abordarão o tema Investimento em Negócios Socioambientais - case Programa Territórios Regenerativos.


Além da difusão sobre investimento social privado, o Conexão ISP possibilitará a aproximação e o diálogo entre os atores desse ecossistema, mostrando como ações colaborativas e estratégicas são capazes de gerar impacto socioambiental. O evento conta com o patrocínio do Centro de Inovação SESI e da Harmo Consulting Group, empresa de Comunicação, Design e Marketing, com foco em trazer novas perspectivas para organizações, marcas e pessoas e conta com o apoio do Worktiba e do Programa Vale do Pinhão de Curitiba.


Curitiba como polo estratégico de investimento social privado no Brasil

Outro objetivo do 1º Conexão ISP é disseminar as discussões sobre investimento social privado que estão centralizadas no eixo Rio-São Paulo e tornar a cidade de Curitiba uma referência no tema, que se refere a contribuições corporativas para projetos de impacto social. O último censo elaborado pelo Grupo de Institutos, Fundações e Empresas (GIFE), considerado uma das principais pesquisas sobre o assunto, verificou um volume total de investimento social privado de R$ 5,3 bilhões em 2020. O número superou em 63% as previsões para o período, de R$ 3,3 bilhões.


Na pesquisa de 2018, o montante foi de R$ 3,25 bilhões. O censo atribuiu o aumento à pandemia da Covid-19, que resultou em uma mobilização inédita. As empresas participantes do censo citaram pessoas em situação de vulnerabilidade como foco. Dentre os públicos analisados na categoria raça, origem e comunidades tradicionais, pessoas negras formam o grupo no qual mais investidores sociais focaram em suas iniciativas, sendo prioritário para 3% dos respondentes.


Fórum marca lançamento de empresa focada no investimento social privado

O Fórum vai marcar o lançamento da InvestResponsa, empresa que organiza o evento e foi criada a partir da inquietação de três profissionais que atuam no ecossistema de impacto social há mais de 15 anos: Vanderlúcia da Silva, fundadora da Impact.to - Negócios Sustentáveis, especialista em responsabilidade social e em gestão estratégica de projetos, e Ana Carolina Vermelho e Luciano Torrens, cofundadores da Redvolution 21, que apoia o fortalecimento de negócios sustentáveis e de impacto positivo.


De acordo com os fundadores, a InvestReponsa foi criada para aproximar os atores envolvidos no investimento social privado. Bacharel em administração e habilitada em Comércio Exterior, Vanderlúcia possui mais de 25 anos de atuação em causas e projetos sociais no Brasil e em mais 19 países. Ana Carolina possui mais de 15 anos de carreira executiva em empresas de diversos portes e atua como mentora de negócios sociais e de impacto. Já Luciano possui carreira executiva C-Level de mais de 20 anos em empresas líderes de mercado e é especializado no tripé da governança: liderança, estratégia e cultura.


“Existem muitos mitos sobre o investimento social privado e informações desencontradas que trazem insegurança para as empresas. Pensamos em lançar a empresa no Conexão ISP, primeiro fórum realizado em Curitiba, e queremos ser referência no tema”, explica Vanderlúcia, acrescentando que a InvestResponsa quer estabelecer um diálogo com todos os atores do ecossistema para aumentar a qualificação e os resultados dos investimentos socioambientais. Segundo ela, a InvestResponsa terá como ênfase as práticas ESG e o investimento social privado por meio de doação direta e também por meio de Leis de Incentivo.


“Percebemos que tem muitos aspectos estruturais dentro da empresa que podem e devem ser desenvolvidos numa estratégia ESG. Nosso foco será olhar para o investimento socioambiental, entendendo ele como parte da estratégia da empresa, visando assim ter resultados claros e objetivos. Outro foco da nossa atuação são os investimentos que podem ocorrer por meio das Leis de Incentivo, que existem para a cultura, infância e adolescência, os idosos, pessoas com deficiência, entre outros. Muitas empresas fazem aportes para isso, mas nem sempre conectam esse apoio a sua estratégia, nem sempre avaliam o quanto esse investimento dialoga com a sua estratégia de sustentabilidade ou para os fatores ESG, por vezes aplicam em projetos de forma esporádica e pontual, sem aproveitar todo o potencial desse investimento”, conclui Vanderlúcia.


A InvestResponsa já nasce com a parceria da Simbiose Social, um negócio social que utiliza dados públicos em uma plataforma que possibilita a visualização de projetos disponíveis para investimento e faz a gestão do pós-investimento, “Desde que conhecemos o Raphael Mayer, um dos fundadores da Simbiose Social, entendemos a importância que a informação tem para todo o processo de investimento social. Por meio desta parceria, podemos garantir para nossos clientes maior visibilidade de projetos, democratizando o acesso a recursos, ferramentas de auditoria que apoiam o compliance e uma automatização da gestão do pós-investimento, facilitando a mensuração do impacto. Tudo isto nos permite fornecer um serviço de responsabilidade social corporativa completo e com baixo investimento”, afirma Carol Vermelho.


Para participar do 1ª Conexão ISP - Fórum de Investimento Social Privado, acesse a página https://investresponsa.com.br. As inscrições são gratuitas. O evento terá transmissão ao vivo pelo Canal da Indústria no Youtube.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square