top of page
  • DePropósito Comunicação

Contos da Capivara: podcast infantil sobre sustentabilidade e meio ambiente lança novos episódios


Em comemoração ao Dia das Crianças, no dia 12 de outubro, foram lançados os novos episódios do Podcast “Contos da Capivara”, idealizado pela editora Poétika e pelo Verdes Marias - um movimento de três irmãs que buscam inspirar pessoas a ingressarem numa vida mais sustentável. A série traz temas que envolvem a sustentabilidade e a preservação do oceano, mas de uma forma lúdica e pensada para crianças, que aprendem enquanto se divertem.


Neste lançamento, serão três novos episódios, que abordam questões como o racismo ambiental, sob a ótica de uma autora mirim, Lívia de Ekuã. A preservação dos mares e do oceano volta a ser tema nesta temporada, como um assunto que precisa de conscientização. O episódio foi apoiado pela ONG Sea Shepherd Brasil, que participou da primeira edição. O autor e vencedor do Jabuti João Luiz Guimarães também participou da série, com uma história bastante engenhosa e divertida, que aborda assuntos sobre sustentabilidade e até de produtos naturais e orgânicos.


"Com o podcast buscamos não só levar educação ambiental de qualidade para crianças e suas famílias, mas também criar uma rede potente e diversa de autores nacionais que foram provocados por nós a escreverem sobre temáticas sustentáveis. Para cada história temos a chancela de uma pessoa especialista no tema revisando o conteúdo", explica Mariana Moraes, uma das idealizadoras do Verdes Marias.


Todos os episódios contam com a Capivara Clara, que interage durante a história e aproveita o espaço para dar dicas de “microrrevoluções”, que são pequenas ações, mas se feitas com frequência, podem diminuir os impactos e danos prejudiciais causados ao meio ambiente. Algumas dessas dicas são, por exemplo: compostar, separar e descartar o lixo de forma correta, utilizar escovas de bambu e usar marcas ecologicamente corretas.


Cada um dos episódios conta com um/uma autora nacional diferente, que é provocado/a pelo podcast a escrever sobre temas de sustentabilidade.


Na temporada anterior, foram oito episódios, que também abordaram assuntos de sustentabilidade, meio ambiente, preservação e conscientização sobre os biomas. As histórias foram escritas por autores brasileiros, como Claudia Vasconcellos, Marcelo Maluf, Caru Ricardo e Ciro Campos do Planeta Oca, Thara Alves e Kiusam de Oliveira, entre outros.


Os episódios

Um dos episódios foi escrito pela escritora Lívia de Ekuã, de 11 anos, que possui três livros publicados. Intitulado “As três casinhas”, Lívia conta que se inspirou na também escritora Carolina Maria de Jesus para dar vida à história. “Me inspirei na Carolina, mas para ficar mais infantil, eu quis recordar um pouco os três porquinhos. A história surgiu porque eu tenho umas amiguinhas da favela Torresmo (SP) e eu acompanhei todo o sofrimento dos moradores e o cheiro da favela depois da enchente, que deve ser o mesmo que a Carolina fala no livro dela, o Quarto de Despejo”.


Um dos temas abordados pela jovem escritora durante o podcast é o racismo ambiental, com a retratação de diferentes tipos de moradia, desigualdades e consequências do descarte incorreto. “A sensação de escrever essa história é de muita felicidade e é como eu sempre digo: eu vou marcar essa minha geração, mas também quero que as pessoas conheçam mais a realidade da favela e tenham mais cuidado com a natureza. Um spoiler que eu posso dar é que tem a realidade da favela e também tem aventura”, destaca Lívia.


Outro episódio, chamado de Ovoreka, foi pensado pelo escritor e jornalista João Luiz Guimarães, autor de obras infantojuvenis e vencedor dos prêmios Jabuti de Melhor Livro Infantil e de Livro do ano com a obra “Sagatrissuinorana”.


“Minha inspiração para criar este texto específico é um mistério para mim mesmo. E eu até acho bom que seja assim, pois esta é a posição que desejo sempre exercitar enquanto escritor. Acho que desconhecer-se neste lugar de criação permite ao autor abrir-se para outras possibilidades de existência e para a verdadeira empatia. É importante sair de si e abrir-se para a maravilha que é o outro — mesmo que um outro imaginário como um ovo com problemas de calvície”, explica.


A história escrita por João conta sobre um cientista que desenvolve uma máquina de “achar pelo em ovo” e descobre uma solução bastante divertida para o problema. Para o escritor, o episódio é uma forma de atingir positivamente o futuro. “Pensar que um texto como Ovoreka pode vir a impactar positivamente o público infantil é muito gratificante, pois significa impactar o futuro, plantar sementes de árvores frondosas sob cuja sombra refrescante não sentarei — mas que ajudará a compor as florestas dos que virão. Acredito muito nesse pacto ético intergeracional, esse longo fio de humanidade que herdamos de nossos ancestrais e que deixamos de legado aos que ainda não nasceram. E que tem tanto direito ao mundo quanto nós tivemos”.


Lixo no oceano ainda é uma preocupação

O terceiro episódio, nomeado de “Matilda”, aborda a conscientização sobre a preservação de mares e do oceano, um assunto de extrema importância, pois as previsões são preocupantes. De acordo com dados destacados no Fórum Econômico Mundial de Davos, em 2050 teremos mais plástico do que peixes no oceano, se nada for feito para frear a poluição plástica. Como o problema precisa de visibilidade, a ONG Sea Shepherd Brasil, focada na conservação marinha, e que participou da primeira temporada de “Contos da Capivara”, foi convidada a retornar ao projeto para participar da história e aumentar o impacto positivo sobre o tema.


Giselle Reis, coordenadora de educação da Sea Shepherd Brasil, afirma que a participação é uma forma de unir pessoas ao propósito da ONG. “Um podcast infantil que trate de questões tão cruciais de mudanças de hábitos é extremamente necessário no momento que estamos vivendo. E com certeza não poderíamos deixar de participar para representar o oceano, tão negligenciado e esquecido na maioria das pautas ambientais. Inspirar pessoas, sejam adultos ou crianças, a se juntarem a nós na defesa do oceano é o que nos move”.


A coordenadora destaca que apesar do oceano ainda ser desconhecido por muitos, a organização espera que o episódio possa influenciar positivamente. “É extremamente urgente olhar para o oceano e nos movermos para salvá-lo. Espécies estão desaparecendo antes mesmo de serem descobertas. E, ainda assim, continuamos pescando em escalas de centenas de toneladas por ano e devastando quilômetros de solo marinho, além da poluição marinha e várias outras ameaças. Está mais do que na hora de agirmos, antes que seja tarde demais. E para isso, precisamos que mais pessoas conheçam o oceano, para muitos considerado um outro universo, uma realidade distante e desconhecida. Então, esperamos que o nosso podcast encante e fascine os ouvintes, provocando microrrevoluções, pelo oceano”.


Os novos episódios do “Contos da Capivara” serão disponibilizados a partir de 12 de outubro e em diversos tocadores, entre eles o Spotify. Ouça também as histórias anteriores. Para mais informações, acesse www.verdesmarias.eco.br.

Comments


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
bottom of page