Desinformação e fake news são temas de projeto de extensão universitária em escolas públicas de Curitiba

 

 

Em parceria com DePropósito,  UTFPR e Instituto GRPCOM, objetivo é levar educação midiática e criar senso crítico para os alunos do ensino fundamental público.

 

Desinformação e fake news são tema de um projeto de extensão do curso de Comunicação Organizacional da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) em parceria com Instituto GRPCOM e DePropósito Comunicação de Causas. O objetivo é propor letramento e educação midiática em escolas públicas de Curitiba.

 

A ideia é desenvolver o senso crítico dos usuários dos meios  de comunicação e redes sociais, além de fortalecer os sistemas comunicativos em espaços educativos. Segundo dados da Avaaz, 62% dos brasileiros já acreditou em uma informação falsa. Assim, o Brasil é o país que mais acredita em fake news.

 

Para a realização do projeto, os alunos da UTFPR serão capacitados para a aplicação das atividades nas escolas de ensino fundamental. Para isso, vão ser realizados quatro encontros presenciais, nos quais Elza Aparecida de Oliveira Filha, professora da instituição e Ester Athanásio, jornalista fundadora da agência DePropósito, vão orientá-los. Os estudantes também terão capacitações à distância em plataforma do Instituto GRPCOM, com cursos sobre educomunicação e alfabetização midiática, além disso, terão acesso à Gazeta do Povo, para poderem utilizar o jornal como ferramenta em sala de aula. 

 

Combatendo a desinformação dentro de casa


Ester Athanásio é doutoranda em Políticas Públicas, mestra em Comunicação pela UFPR e fellow do programa Jovens Líderes das Américas, de iniciativa do governo dos Estados Unidos. Após realizar intercâmbio profissional no país, em 2018, devido sua experiência com jornalismo e empreendedorismo social, foi convidada a participar de uma campanha de combate às fake news. Como parte organizadora do projeto de extensão da UTFPR, ela explica que “a importância é fornecer uma formação mais sólida para os alunos da rede pública de ensino, para que contribuam em casa com as informações com a família”. 

 

Empregando conceitos e ferramentas de educomunicação para trabalhar os aspectos dos problemas das fake news e a da desinformação, o projeto busca criar um espírito crítico nos estudantes matriculados entre o quinto e o sétimo ano das escolas públicas de ensino fundamental de Curitiba. Além disso, é esperado que o conhecimento seja multiplicado nas residências e futuramente o projeto possa ser aplicado em outras escolas em todo Brasil. 

 

As escolas municipais serão selecionadas pelo Ler e Pensar, uma iniciativa do Instituto GRPCOM para apoiar professores na educação midiática. Os professores interessados devem manifestar interesse preenchendo um cadastro online com o programa. “Em um primeiro momento trabalharemos com escolas municipais que participam do projeto Ler e Pensar, mas estamos muito alinhadas no propósito de levar a educação midiática para o máximo de pessoas que for possível”, diz Mariane Maio, gestora do Projeto.

 

Um causa da DePropósito


Como parte interessada na resolução de questões ligadas à interface entre Comunicação e Impacto Social, a DePropósito atua, desde 2018, com oferta de eventos e projetos gratuitos dentro da temática da educação midiática e do combate à desinformação. Em 2018, participou da campanha YLAI Verifies, publicando artigos em inglês e português no site do programa; em 2019, aplicou, como parte de uma parceria com o Pacto pela Democracia, um workshop sobre o tema para adolescentes em situação vulnerável em Curitiba e também levou o tema para discussão dos alunos de Comunicação da PUCPR. Em 2020, além de lançar a nova parceria com GRPCOM e UTFPR, a DePropósito foi convidada pelo Instituto Palavra Aberta para participar do 1º TechCamp de Combate à Desinformação, em São Paulo. O evento reuniu mais de 50 profissionais interessados no tema, entre professores e jornalistas.

 

Please reload

Posts Em Destaque

Por meio de videochamadas, grupo de palhaçaria profissional amplia área de atuação e chega a hospital de Cascavel

September 16, 2020

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags