Famílias de Curitiba serão treinadas para acolher temporariamente crianças protegidas pela justiça

January 29, 2020

A Associação Cristã de Assistência Social  é uma das duas únicas organizações habilitadas pelo poder público para capacitar pessoas dispostas a acolher crianças e adolescentes por até dois anos

 

 

Começa nesta semana as capacitações da primeira turma de pessoas dispostas a participar do Programa Família Acolhedora. A Associação Cristã de Assistência Social - ACRIDAS, que atua em Curitiba há 35 anos como referência no acolhimento institucional de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, inicia a primeira série de treinamentos que irá preparar pessoas interessadas em acolher crianças em suas casas se maneira provisória. A iniciativa é realizada em conjunto com a Fundação de Ação Social - FAS, da Prefeitura Municipal de Curitiba. 

 

Com até 15 vagas, as famílias participam de atividades em que aprendem os conteúdos: O que é programa de acolhimento familiar (Constituição, ECA e termos do programa, o que é uma família acolhedora, dinâmica de acolhimento familiar (histórico e compreendendo a rede de proteção), política de proteção (quanto as violências físicas, psicológicas e sexual), como lidar com a dor do acolhido, identidade do acolhido e sua conexão com a família acolhedora e como lidar com a separação do acolhido da família acolhedora (quando o acolhido retorna para a família de origem ou via para adoção). Como parte do processo de habilitação, a equipe técnica da ACRIDAS também visita as casas para avaliar as condições do ambiente físico e relacional. O processo de habilitação é executado pela Fundação de Ação Social (FAS). Após a capacitação, as famílias inscritas são submetidas a uma avaliação psicológica. 

 

Instituído em 2009, com alterações incluídas pela Lei Nacional de Adoção (12.010), o Acolhimento Familiar é um projeto alternativo de acolhimento provisório em ambiente familiar. Os acolhidos podem conviver com famílias sociais por até dois anos, no período em que a justiça define se a família biológica tem condições de reassumir a guarda da criança ou se o menor será encaminhado para uma adoção definitiva. 

 

Em Curitiba, as famílias que acolhem são treinadas e recebem uma bolsa de até R$ 998,00 para cobrir as despesas básicas. Para participar, é necessário ser maior de 21 anos, não ter cadastro nem intenção de adotar de forma permanente, laudo psicológico e social favorável. O programa também ressalta a importância de dispor de tempo e concordância de todos os membros familiares residentes no mesmo endereço. 

 

O objetivo do programa é atender crianças e adolescentes de zero a 18 anos submetidos a medida protetiva em razão de abandono, vulnerabilidade, violência, entre outros. O novo modelo prioriza o restabelecimento de seus direitos, propiciando que convivam em família e criem vínculos em comunidade, até que a reintegração familiar ou a adoção aconteça. Excepcionalmente, o projeto poderá beneficiar jovens de 18 a 21 anos. 

 

O modelo já foi testado com êxito pela Acridas. O coordenador do projeto, William Amaral,  que é psicólogo, defende que o ambiente proporcionado por um núcleo familiar agrega melhores condições às crianças nesta situação. “A intenção é dar a chance para que essa criança receba afeto, carinho e segurança do convívio familiar. Por isso, é fundamental que essas pessoas se preparem e tenham condições de cumprir essa missão”, comenta.

 

Sobre a ACRIDAS

A Associação Cristã de Assistência Social (ACRIDAS) é uma organização sem fins lucrativos coordenada pela comunidade cristã que atua em Curitiba - PR há 35 anos com o objetivo de acolher crianças e adolescentes protegidas pela justiça. Com vasta experiência no acolhimento institucional, é pioneira na implementação do Programa Família Acolhedora, além de conduzir cursos na área de assistência social e defesa de direitos da infância, bem como políticas públicas. Saiba mais em acridas.org 



 

Please reload

Posts Em Destaque

Por meio de videochamadas, grupo de palhaçaria profissional amplia área de atuação e chega a hospital de Cascavel

September 16, 2020

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags